As divindades estão presentes nas duas obras de Homero. É interessante conhecer os hábitos, características e costumes divinos.

Homero nos transporta ao Olimpo (morada divina), e nos faz viver o cotidiano dos Imortais com tal riqueza de detalhes, que o leitor chega a se perguntar: "Será que estes deuses existem mesmo?".

Segundo Homero, são algumas características dos deuses:

antropomórficos

alguns são forças da natureza

nascem, porém não morrem nem envelhecem

podem assumir a forma de um humano para de disfarçar

têm os defeitos humanos

se machucam e sentem dor

ditam o destino do mundo mortal

Há uma relação muito grande entre homens e deuses. Eles podem ter filhos em comum (semideuses), conversam constantemente e suas preocupações podem tornar-se comuns.

O interesse de um deus (ou deuses) por algum mortal é sinal de superioridade deste. Este interesse, às vezes, faz com que o deus protetor entre em atrito com outros deuses, ou até mesmo com o pai Zeus.

Quanto à diferente atuação dos deuses nas obras, pode-se dizer:

na Ilíada: os deuses estão constantemente presentes, têm bastante contato com os homens (conversas, personificações, avisos etc.) e para alcançar seus objetivos os deuses, por vezes, enganam os homens.

na Odisséia: os deuses estão mais distanciados dos homens, tentam impor aos mortais regras de moral e não os enganam para conseguir seus objetivos.

Deuses Primordiais

Os gregos não acreditavam que o universo tivesse sido criado pelos deuses, e sim exatamente o contrário. Antes de existirem os deuses, o Céu e a Terra haviam sido formados e foram eles os primeiros pais dos deuses. Nasceram, então, os Titãs e depois vieram os deuses, os netos.

Os deuses gregos são divididos em vários grupos. O mais antigo é o dos Titãs, liderado por Crono. Entretanto, o grupo mais conhecido é o dos deuses do Olimpo.

Titãs

Chamados de deuses antigos, foram os seres supremos do universo durante um tempo incalculável. Eram enormes e tinham força inacreditável. Havia muitos deles, mas só alguns apareceram nas histórias da mitologia.

O Titã mais importante foi Crono. Dominou os outros titãs até que Zeus, seu filho, destronou-o e tomou o poder.

Outros titãs de destaque foram:

Atlas - que trazia nos ombros a abóbada celeste

Oceano - o rio, que conforme se imaginava, envolvia a Terra

Prometeu - que foi o salvador da humanidade

Tétis - esposa de Oceano

Os Olímpicos

Os grandes olímpicos eram supremos entre os deuses que sucederam os Titãs. Mesmo entre os deuses do Olimpo existe a hierarquia de poder. Essas divindades subdividem-se em várias classes.

A classe superior é formada por:

Afrodite - deusa do amor

Apolo - deus da música, da poesia e da beleza

Ares - deus da guerra

Artêmis - deusa da caça

Atena - deusa da justiça

Deméter - deusa da agricultura

Hebe - deusa da juventude

Hefesto - ferreiro dos deuses

Hera - irmã e mulher de Zeus

Hermes - mensageiro dos deuses

Héstia - deusa do fogo

Posseidon - irmão de Zeus e deus dos terremotos e dos oceanos

Zeus - governante de todos os deuses

Numa classe inferior estão: Dionísio - deus do vinho

Hades - irmão de Zeus e deus dos infernos

Musas - representantes das artes e das ciências

Ninfas - guardadoras da natureza

- deus das florestas